Fatel

Notícias

Pais burros geram filhos (as) pobres e mediocres, mas há raras exceções

Quando somente 2% da população detém a riqueza de 70% dessa mesma população

“A probabilidade da redução exponencial da DESIGUALDADE, depende de diversas varáveis, dentre elas a sua CAPACITAÇÃO E QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL oriunda de uma EDUCAÇÃO DE QUALIDADE.” (Elenito Elias da Costa).

Habitar um país de grandeza continental, tendo 521 anos, com riquezas naturais, terras férteis e com uma população de aproximadamente 210 milhões de habitantes, abençoada por DEUS, com economia primária, se tornando o celeiro do mundo, poderia facilmente extinguir as DESIGUALDADES, acabar com o analfabetismo, aniquilar a pobreza, criar emprego para todos, ter uma educação e saúde de qualidade, MAS o destino inseriu diversos obstáculos para a infelicidade dessa Nação.

Quando a gula capitalista, aplicada num sistema federativo com tentativa de viés democrático, tudo isso aplicado num base social, com elevados agravos social, geram pais burros, e filhos (as) pobres e medíocres, e podem alimentar atividades laborais de consultores e assessores de negociações de substancias químicas não convencionais, e de entretenimento de libidinagem temporal, agregando com isso a violência e insegurança social, resultando em incertezas futurísticas.

No caso especifico do Brasil, causando certo mal está á interpretação dos artigos 1º, e 5º, da Constituição Federal, já que tratam desde 1988, sobre fatos que grande parte da base da pirâmide desconhece, e sofrem suas devidas consequências, muitos desconhecem o significado de cidadania, direitos e obrigações.

Quando somente 2% da população detém a riqueza de 70% dessa mesma população, estatisticamente podemos dizer que o SISTEMA está fadado ao fracasso, e o seu continuísmo poderá resultar numa CONVULSÃO SOCIAL, status quo, indesejável para qualquer sociedade.

O grande vício de elevar o ágio e lucros da aplicação do Capital, gerando uma voracidade continua de modalidade descomunal, sobre uma massa de modernos escravos, com grave fragilidade educacional e cultural, pode eclodir em CRISES e gerar uma fênix indomável e identificar os males e talvez modificar até mesmo esse SISTEMA.

Os dados do MEC são preocupantes, pois os números de pessoas analfabetas, analfabetas funcionais e digitais registram números descomunais, e com a Pandemia, CRISES, redução de investimento em educação e saúde, desemprego, inflação, instabilidade econômica e demais, podem gerar uma GERAÇÃO que tende a afetar o próprio futuro promissor.

Há um estadista que com sábia leitura identificou que essa sociedade deveria passar por esses momentos, pois o afunilamento e redução de investimentos na contenção dos agravos sociais elevando as DESIGUALDADES poderiam resgatar boas lembranças vivenciadas anteriormente, já que o JC escreve certos por linhas tortas.

Os programas emergenciais em benefício de pessoas físicas e jurídicas são somente um paliativo que afeta e agrava o orçamento, o desejável é constituir a contenção dos agravos sociais e programas de desenvolvimento que afetem a ECONOMIA, e que reduzam o desemprego, MAS estamos perdendo o trem dessa oportunidade.

A ausência de sólidos INVESTIMENTOS na busca de uma EDUCAÇÃO DE QUALIDADE, sempre foi o motivador da redução das DESIGUALDADES, e que todas as vantagens que possamos ter em comparação com os demais países, principalmente no Mundo Globalizado, com Inteligência Artificial, com computação quântica, GPT-3, e com velocidade 5G/6G, até agora nossas presumíveis riquezas gerou recursos somente para pagamento complementar de DÍVIDAS, e CORRUPÇÕES e não consolidou as melhorias sociais básicas necessárias.

Tudo isso comprova que de NADA adianta termos recursos e riquezas invejáveis, se não temos um sólido investimento em educação e cultura que possa gerar um CONHECIMENTO necessário para acompanhar essa evolução e progresso dos demais países, nos tornando PEDINTES e ESCRAVOS de um suspeito sistema cancerígeno e fadado ao fracasso, onde os poderes constituídos sugam essas riquezas, deixando a grande massa desprovida de qualquer proteção.

Se não houver condições de MUDANÇAS situacionistas que contemplem a contenção dos agravos sociais que possam gerar uma maior solidez e melhorias, é plenamente entendível a presumível mudança do SISTEMA, como solução inovadora, já que a frustração na busca de soluções nos deixaram órfãos do atual sistema.

Há anos somos vassalos ou colônia do primeiro mundo, e mesmo após 521 anos, não conseguimos ou talvez não nos deixe ter um gosto embrionário do primeiro mundo, talvez com o sólido investimento CHINÊS, haja mudança que possa estabelecer às melhorias sensíveis a base da pirâmide.

A CHINA é hoje o maior parceiro comercial do Brasil e o montante de seu investimento já é maior que o dos USA, e consegue aplicar seu Capital em diversos seguimentos inclusive em todos os setores da Economia, principalmente em tecnologia, energia, telefonia, comunicação, em educação, pois sabem que precisam gerar um CONHECIMENTO de uma EDUCAÇÃO DE QUALIDADE para que os brasileiros possam adentrar no seio do mercado laboral do mundo globalizado, já que temos uma escola iniciada no Rio de Janeiro, que utiliza a filosofia de Confúcio, e ensina o Mandarim, Português e Inglês.

Agora podemos imaginar quão magnífico seria se a CHINA pudesse investir fortemente na EDUCAÇÃO SUPERIOR, pois sabem perfeitamente as deficiências do profissional brasileiro, diante do mundo globalizado.

A próxima CRISE que se avizinha, deverá expor ainda mais nossas sequelas e até mesmo se agravar, e isso, poderá fazer com que a sociedade formada pela base social adentre numa CONVULSÃO SOCIAL que só a previsível mudança do SISTEMA poderá satisfazer.

A distância dos Poderes Constituídos da base da pirâmide poderá gerar consequências devastadoras diante da situação de AGRAVAMENTO dessas CRISES, e com essa letargia incompreensível que desgasta ainda mais essa relação.

O titulo do presente artigo é um retrato de alguns países, que ainda não conseguiram entender que o Mundo mudou rapidamente e se faz necessário que mesmo os excluídos tenham conhecimento do fato que lhe deu origem, e talvez alguns possam entender a necessidade de mudanças.

Chega-se a conclusão que INEXISTE brasileiro inteligente, pois um ser que habita um país continental, com riquezas minerais e naturais, terras férteis, com mão de obra barata, com diversidade outras, e com sua população POBRE e somente 2% podem comer carne, é prova incontestável que não há inteligência nesse PAÍS, E SIM OPORTUNISTA.

Peço desculpas ao leitor do presente artigo, quer seja pessoa física ou jurídica, mas a leitura desses fatos beira a extremos, mas é que entendemos que o SISTEMA democrático deve está sempre atendo ao agravamento dessas dificuldades, e principalmente quando afeta seriamente a base da pirâmide, pois entendemos que é imprevisível o resultado de uma turba ensandecida.

AUTOR: Elenito Elias da Costa.

Últimas Notícias

  • Empresariais
  • Técnicas
  • Estaduais
  • Artigos
  • Melhores

Agenda Tributária

Período: Setembro/2021
D S T Q Q S S
   01020304
05060708091011
12131415161718
19202122232425
2627282930

Cotação Dólar