Fatel

Notícias

Uma breve história infantil de animais

Muitas vezes os animais formam uma história que descrevem o bem e o mal da ganância e gula de poder que podem extingui-los, em tempos modernos de avanços tecnológicos

“Muitas vezes os animais formam uma história que descrevem o bem e o mal da ganância e gula de poder que podem extingui-los, em tempos modernos de avanços tecnológicos”. (Elenito Elias da Costa e o genial LEVY DA COSTA).

INTRODUÇÃO

O presente insight de artigo visa informar ao leitor de qualquer idade a continuidade e sustentabilidade, bastante parecida com os seres humanos, mas advertimos previamente que qualquer semelhança ou mesmo coincidência com fatos ou acontecimentos é mera semelhança desprovida de qualquer entendimento político.

É fato incontestável que convivemos no mundo moderno com ações, fatos e atitudes bastante discutíveis, mas o referido escrito abaixo desenvolvido é descrito numa mera fantasia histórica que deverá ascender à curiosidade de todos os seres humanos e de qualquer idade, mas a interpretação é puramente individual, inclusive seu entendimento.

Diante dos relatos fantasiosos inseridos no referido artigo, os autores não se responsabilizam por interpretações e entendimentos diferenciados que podem eclodir ações e atitudes resultantes da interpretação individual de cada leitor.

Essa estória tende a relatar acontecimentos usuais que esses animais interagem em suas vidas e tenta identificar suas qualidades histórias e atuais entre um Papagaio, uma Águia, um Urso e Um Dragão.

Os autores entendem que a criança de hoje será um adulto amanhã, e precisam entender tais acontecimentos e traçar suas ações e atitudes futuras que possam prover seu futuro promissor.

EDUCANDOS E PROFISSIONAIS

Em face de fatos e acontecimento relevantes que estão acontecendo no mundo moderno, acreditamos que educandos e profissionais precisam entender suas origens históricas para que possam elaborar seu PDCA, sua SWOT, identificar seus pontos fracos e fortes, e inserir suas melhorias, mas precisam de um UP GRADE qualitativo em sua educação e principalmente em sua saúde.

O simples desejo de buscar um futuro promissor sem os recursos necessários podem alijar os resultados, e sabemos do prejuízo que pode acontecer caso inobservemos ou negligenciemos tais evidências.

Somente agora perceber que estamos pisando ou mesmo se sentando numa mina de ouro, mas para que possamos transformar essas riquezas para inibir a pobreza, miséria, fome e desigualdades sociais, se fazem necessários que a capacitação e qualificação através da formação educacional e cultural sejam primordiais, inclusive para o futuro de novas gerações.

A sobrevivência dos seres humanos depende da simples distribuição equânime e racional dos recursos, pois o mais importante é o continuísmo e ações salutares inseridos no meio das comunidades, e que os excessos como a centralização de moeda, aquisição de bens materiais devem ser comedidos para que todos possam estar nivelados em suas composições sociais.

No dia em que possamos entender que o importante é a sobrevivência de todos com uma sustentabilidade e continuidade de recursos que possam prover á todos inibindo o egoísmo, mesmo sob uma sombra de religiosidade.

VAMOS A ESTÓRIA

Num país continental, localizado na América do Sul, com riquezas naturais e minerais, terras férteis, com aproximadamente 217 milhões de seres humanos, dividido em cinco regiões, gerido por um Distrito Federal, formado e centralizado por três poderes constituídos que tinham poderes independentes, vivia um PAPAGAIO com suas penas multicoloridas, e gostava de dançar, carnaval, futebol, imitava ou outros, descoberto por portugueses, mas colonizados por americanos que tinham domínio total sobre esses três poderes constituídos, que achavam que tinham tais poderes independentes, não se preocupando em manter sua educação e saúde com qualidade, para que possibilitasse inibir a miséria, fome, pobreza e desigualdades de seus semelhantes, inclusive tinha aquíferos com grande quantidade de água potável, e tinha uma região especial que tinha grandes riquezas ainda oculta por essa Nação, além de riquezas petrolíferas, mas de conhecimento profundo dos demais animais.

Há 522 anos sabemos que somos abençoados por DEUS, e temos essas riquezas, mas lamentavelmente não conseguimos melhorar nossos índices e números negativos que traduzem a insatisfação da Nação.

Apesar de termos passados por reinos, ditadura, militarismo, esquerda, centro direita e não chegarmos á melhoria desejada, onde agora acreditamos que diante do ERRO cometido, seremos salvos pela esquerda, que consegue integrar a base da pirâmide no seio social.

Acima desse país tinha a América do Norte, onde lá viva UMA ÁGUIA, que tinha grandes poderes, viviam um pouco solitária, pois tudo que conquistava a enriquecia com riquezas pilhadas através de trocas de favores, inclusive estendia seu voo e poder por diversos países do seu próprio continente, Europa e parte da Ásia e demais países, conseguindo de estabelecer como xerife do mundo participando de duas grandes guerras e em diversos conflitos bélicos, mostrando a importância da democracia, mas centralizando o seu SWIFT através de um sistema de Capitalismo de Mercado e customizando e precificando sua proteção, inclusive com domínio educacional e cultural das colônias, onde deixava pensar que o poder sobre o seu próprio país nada devia a seus colonizadores, e aí estava seu grande ERRO e ENGANO.

Deixou as colônias pensarem que “todo poder emana do povo que o exerce através da representação de seus eleitos” possibilitando até mesmo classificar tais poderes como EXECUTIVO, LEGISLATIVO e JUDICIÁRIO, dando a liberdade de elaborar e aprovar sua própria Constituição Federal, numa vã tentativa hilária e lúdica de lhe fazer entender que tinha PODER sobre o país que habitava e suas riquezas, mas sabiam que essa ILUSÃO um dia poderia se desgastar e a verdade viria à tona.

A ideia de criar uma organização mundial (OTAN) que pudesse inserir diversos países colonizados, ajudando militarmente e economicamente através de um grande Plano Marshall, onde “time is Money”, poderia obter um domínio mais completo, evitando o desgaste que poderia acontecer em qualquer hiato temporal.

Mesmo tendo a maior economia do mundo e um poder militar indescritível, subjulgando as colônias e pilhando suas riquezas, mas alimentando a ilusão de que tinha autonomia e poder para gerir seu próprio pais colonizado, implantou o sistema democrático e de capitalismo de mercado, com uma moeda forte, onde certo dia, o destino mostrou que o Capitalismo de Mercado precisava de melhorias, pois sua moeda estava se desvalorizando e para manter essa máquina colossal e dominadora teve que muito se endividar, chegando à cifra de 30,01 trilhões de dólares de dívida externa, e precisava se manter no poder, daí a existência de um GREAT RESET, PANDEMIA e CONFLITOS BÉLICOS que pudessem revitalizar o sistema ameaçado por outros animais a seguir relatados.

Essa ÁGUIA sabe que sua visão é espetacular e seu voo poderá lhe levar os mais longínquos lugares, e que tem sérios investimentos em inovações tecnológicas e militares, que podem oferecer “sombra” e segurança aos seus colonizados, e que hoje, tem a capacidade de oferecer sistemas que podem reduzir a antiga força motriz de que trata o livro O CAPITAL de Karl Marx, inclusive está desenvolvendo uma inteligência artificial denominada de LaMDA com equivalência ao cérebro humano.

Mas havia alguns países que por suas propriedades históricas e valores outros não compactuavam com essa mesma ideia e trilhavam caminho diferente e que formavam uma outra organização (BRICS) com semelhante propriedade, mas sociabilizando o Capital inibindo a centralização, buscando ser uma alternativa para outros países, pois haveria um dia em que o tempo e a limitação de recursos e Capital poderiam afetar seriamente o sistema do Capitalismo de Mercado, trazendo consigo as insatisfações daqueles que estavam acostumados a obter ágio, lucros, dividendos e resultados positivos de seus investimentos com a contrapartida de vida, sangue suor e lágrimas das classes menos favorecidas, pois todo o sistema controlador tem suas limitações.

Quando uma ÁGUIA está afetada pelo tempo (idade) lhe aparecem seu enfraquecimento, ela escolhe a solidão e segue para um alto da montanha, e bate seu bico nas pedras para nascer outro, após o feito rasga com seu novo bico as suas garras para nascerem novas garras, e tem com um fôlego melhorado, consegue sobreviver mais tempo, assim como Donald Trump disse que iria governar para os americanos através do feeling “american first”, ou seja, naquela época já sentiam os efeitos degenerativo do sistema.

Certo dia, um DRAGÃO, que habitava as terras da Ásia, e que estava adormecido e isolado por uma grande muralha, e que vivia ali há muitos séculos, altamente pobre, e com o maior número de habitantes do planeta, com sérias dificuldade de alimentar sua população, daí criar o habito de se alimentar com qualquer proteína animal e vegetal existentes, tinha costumes diferentes buscou investir numa educação de qualidade onde através de seus líderes conseguiu se inserir no sistema econômico mundial, primeiramente buscando cópias de produtos para em seguida criar a sua própria identidade econômica, provendo o mundo inteiro de recursos e produtos á custos baixos, deixando o mundo sob a dependência de seus produtos e de seu Capital que cresce exponencialmente.

Com uma moeda desvalorizada, com custos e despesas reduzidos, conseguiu oferecer seus produtos ao mundo e mostrar ao sistema de Capitalismo de Mercado que ali tinha as condições ideais para prover os resultados positivos que satisfazia a sua gula.

Em outra vertente e com sua educação de qualidade conseguiu obter as melhores inovações tecnológicas derivadas de uma inteligência artificial que pode mostrar ao Capital dos investidores que tinha a alternativa para seus pífios resultados.

Um de seus últimos líderes em seu discurso demonstrou que o DRAGÃO estava pronto para alçar voos mais altos e que tinha tecnologia e capital que poderia expandir e criar uma sociedade mais justa que possa rivalizar com a gula do sistema de Capitalismo de Mercado, inclusive aquele continente esquecido pelos demais países (África), e começou a investir nos portos, na compra de produtos para alimentar sua grande Nação, criar empresas em diversos países, comprar terras que possam cultivar produtos, inclusive investir na capacitação e qualificação na busca de gear um profissional mais habilitado com o mundo moderno.

Ressalta inclusive que suas inovações tecnológicas derivada de uma inteligência artificial e alimenta seu desenvolvimento inclusive militar, gerando uma inteligência artificial denominada de BAGUALU com maior e melhor potencialidade que qualquer outra existência no mundo e com atividade lógica racional superior ao do ser humano inteligente.

Esse DRAGÃO sabe que seu boom populacional precisa de maiores recursos para sua alimentação e busca colônias podem lhe satisfazer inclusive a construção de três ilhas artificiais podem ainda assegurar seu processo de dominação naquele mar.

A ideologia dos chineses em buscar de todas as formas serem a primeira economia do mundo tem raízes muito fortes, e já ter a melhor inovação tecnológica derivada de uma inteligência artificial, consolida a sua ideologia de que “não interessa a cor do gato, seja ela branca, preta ou parda, o importante é que peguem os ratos”,

Mas nessa estória havia também um URSO, que após hibernar por um longo período e ter se dilacerado e perdido território numa vã tentativa de prover liberdades e se desfazer do aviltante custo dessa dominação, buscou internamente investir em sua segurança militar e trilhar uma educação de qualidade que resultaria em apoiar um possível retorno dos agora, rebeldes, que não reavaliaram que a mudança é a única palavra constante em nosso dicionário, e que tudo pode acontecer.

Após avaliação ideológica que estaria sofrendo possíveis ameaça pelo desenvolvimento de organismos ocidental, que estabeleciam sua dominação criando bases armamentistas que poderia ameaçar sua existência, buscou investir fortemente em seu poderio militar bélico para em seguida inibir tais ameaças.

Buscou, portanto participar de uma organização com países emergentes (BRICS) que pudesse se igualar á outros organismos internacionais, mas com maior respeito a sua liberdade e autonomia se concentrando precipuamente em valores econômicos, mesmo sabendo que a troça de ideias e recursos poderiam acontecer a qualquer momento.

Com suas riquezas amealhadas agregadas a uma educação de qualidade, com suas riquezas naturais, consegue unificar seus esforços na busca de superar os demais países com armamentos nucleares de ponta através do uso de inovações tecnológicas, observando as ameaças e suas potencialidades, e demonstrando que o mundo precisa conhecer sua cultura e principalmente seus valores e princípios.

CONCLUSÃO

Como podemos entender que um DRAGÃO e um URSO podem ter tanta fome que ameaça digerir uma ÁGUIA e tirar o gosto com um PAPAGAIO, e por consequência proceder a uma NOVA ORDEM EM TRANSFORMAÇÃO, aproveitando a fragilidade do sistema unívoco e dominante, pois sabem que devem aproveitar o momento de fragilidade para se fazer mostrar presente e desejo de alternativa dos demais países mesmo colonizados.

E nessa estória os alimentos estão escassos que mesmo uma poderosa ÁGUIA e um PAPAGAIO que não faz mal a ninguém podem ser objeto de degustação para saciar a fome de outros devoradores.

A grande lição dessa estória é que, TODO SISTEMA TEM SUAS LIMITAÇÕES e qualquer PODER está propenso ás fragilidades de hiatos temporais e mudanças insólitas e verossímeis do tempo e de outro sistema.

Assim como sabem que diante dos avanços da Inteligência Artificial, todos sem exceção serão motivos de ameaça de extinção no momento adequado, mas factível no momento certo.

Com as mudanças acontecendo, nunca diga que dessa água não beberá, pois a qualquer momento poderá degustar animais exóticos e diferentes para saciar a sua fome, já que o Capital e os bens materiais hão de se apequenar diante das mudanças que hão de vir.

Pedimos antecipadamente desculpas ao leitor, caso os escritos lhe tenha afetado, mas acreditando que qualquer interpretação declinante é somente uma leve e livre coincidência da liberdade que o sistema democrático nos concede.

AUTORES: Elenito Elias da Costa, e o genial LEVY DA COSTA.

Últimas Notícias

  • Empresariais
  • Técnicas
  • Estaduais
  • Artigos
  • Melhores

Agenda Tributária

Cotação Dólar