Fatel

Notícias

Como descartar corretamente o lixo gerado pela sua empresa

Saiba como seu negócio deve gerenciar o descarte de equipamentos eletrônicos, lixo orgânico, papel, plástico, tecidos, vidros e resíduos hospitalares

O desastre ambiental que atingiu as praias do Nordeste e Sudeste do país mostrou como o descarte inadequado de resíduos pode trazer consequências nefastas para a natureza. E acendeu um sinal de alerta para o mundo corporativo: será que as empresas estão dando o destino correto ao descarte?

A pesquisa Engajamento dos Pequenos Negócios Brasileiros em Sustentabilidade, realizada pelo Sebrae com 1,8 mil empresários, indica que 81% deles já adotam iniciativas de gerenciamento de lixo.

A ação mais comum (realizada por 87% deles) é a separação de itens não recicláveis daquilo que pode ser reaproveitado. Mas apenas 31% contam com uma política integrada de gerenciamento de resíduos.

“A falta de informação ainda contribui para o descarte inadequado”, diz Cristiane Cortez, assessora técnica do conselho de sustentabilidade da FecomercioSP. Confira a seguir os procedimentos indicados para diferentes tipos de resíduos.

(Foto: Juliana Frug)

Plástico e papel
IMPACTO: O Brasil produz 11,3 milhões de toneladas de lixo plástico ao ano — apenas 1,2% segue para a reciclagem, segundo o Banco Mundial. No caso do papel, o reaproveitamento é de 63,4%, segundo a Associação Nacional de Aparistas de Papel.

O QUE FAZER: Depois de realizar a separação dos resíduos, acione uma empresa coletora ou cooperativa de recicladores. Lá, o plástico será lavado, prensado, triturado e transformado em outros produtos.

E+: No caso do papel, as fibras de celulose são reaproveitadas.

BOAS PRÁTICAS: Em parceria com a Cooperativa de Arte Alternativa, a diretora de arte Isabelle Bittencourt usou 500 embalagens recicladas para criar luminárias usadas em performance do cantor Nando Reis na TV.

Eletrônicos
IMPACTO: Um levantamento da ONU estima que mais de 45 milhões de toneladas de eletrônicos são jogados no lixo ao ano. Do total, somente 20% recebe destino apropriado. O descarte incorreto pode expor pessoas a metais pesados e compostos perigosos, como o chumbo e o mercúrio.

O QUE FAZER: As empresas devem criar um sistema para coleta e reciclagem dos aparelhos que colocam no mercado. Além disso, precisam cuidar do descarte correto dos equipamentos de uso corporativo.

E+: Sites como e-lixo.org e reciclasampa.com.br, em São Paulo, reúnem listas com postos de recebimento e grupos que fazem coleta gratuita.

BOAS PRÁTICAS: Neste ano, a 12ª edição da Campus Party coletou apetrechos eletrônicos danificados, que podiam ser trocados por ingressos.

Parceiros ambientais
Não tente solucionar sozinho a questão do descarte. Faça parcerias com empresas recicladoras, cooperativas de catadores, associações setoriais, prefeituras, fornecedores e clientes.

Últimas Notícias

  • Empresariais
  • Técnicas
  • Estaduais
  • Artigos
  • Melhores

Agenda Tributária

Período: Setembro/2020
D S T Q Q S S
  0102030405
06070809101112
13141516171819
20212223242526
27282930

Cotação Dólar