Fatel

Notícias

Você sabe qual cultura deseja ter na sua empresa?

Enquanto não houver clareza sobre a resposta para essa pergunta, você continuará seguindo por um caminho que não sabe exatamente onde irá levar. Como disse o Gato Risonho, “Para quem não sabe onde quer chegar, qualquer caminho serve!".

A construção da cultura de uma empresa reflete os níveis de consciência de seu líder. Suas crenças, necessidades, valores pessoais, assim como seus níveis de entropia impactam diretamente o nível de entropia cultural do negócio.

Por esse motivo, o autoconhecimento deveria ser prioridade para qualquer líder, e isso ainda não é uma realidade.

Se conhecer é um processo de profunda internalização e expansão de consciência, que é muitas vezes desconfortável, pois nos coloca frente a questões que não gostaríamos de olhar. Nossos medos, fragilidades e vulnerabilidades, comportamentos sabotadores, posturas inadequadas, entre outras.

Uma das maiores preocupações de grande parte dos líderes nas organizações é, como engajar seus colaboradores com os resultados do negócio.

O que ainda falta é a consciência de que para engajar é preciso construir uma cultura que promova engajamento, adotando novas ações, posturas e comportamentos, e uma vez que os níveis de consciência do líder refletem a cultura, é necessário que ele se conheça.

Percebo que muitos líderes esperam encontrar palavras mágicas e ações simples que engajem suas equipes e que os impulsionem a realizar o que precisa ser feito na construção de caminhos até os resultados desejados, como se a solução para isso estivesse fora, e não dentro.

De fato isso não existe!

Construir uma cultura de engajamento exige empenho, disciplina, cuidado, integridade e consciência.

Enquanto os líderes não entenderem a real necessidade de investir em seu autoconhecimento, tornando-se melhores para si e para as pessoas, apoiando a construção de uma cultura consciente dentro de seus negócios, seus stakeholders não se engajarão como tanto desejam, e os velhos problemas vão continuar fazendo parte do seu dia a dia.

Enquanto o autoconhecimento não fizer sentido para o líder, ele será incapaz de identificar o que é necessário fazer e mudar para construir a cultura que deseja, e que promova o engajamento que tanto busca!

É preciso ter clareza sobre qual a cultura necessária e que esteja alinhada com a estratégia do negócio, para conduzir ações e práticas necessárias para desenvolver essa cultura. Sem os níveis de autoconsciência necessários, isso se torna quase impossível.

Uma cultura consciente antes de mais nada é, uma cultura em que existe clareza sobre “onde” quero chegar, “como” vou chegar, e principalmente, “porque” quero chegar.

Últimas Notícias

  • Empresariais
  • Técnicas
  • Estaduais
  • Artigos
  • Melhores

Agenda Tributária

Período: Outubro/2020
D S T Q Q S S
    010203
04050607080910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Cotação Dólar